Filme mais divertido do ano estréia sexta-feira

Uma ótima notícia após a ressaca de feriadão-Halloween-título de pentacampeão brasileiro (no meu caso). O filme mais hilário de 2007, Planeta Terror de Robert Rodriguez, chega aos cinemas neste final de semana.

A assessoria da Europa Filmes disse que a estréia está “confirmadíssima” e a distribuidora até colocou no ar um hotsite bem bacana.

E nem dá para lamentar a não exibição no formato Grindhouse (Planeta Terror+trailers falsos+À Prova de Morte de Quentin Tarantino). Isso porque a homenagem de Rodriguez aos filmes de zumbis é, na minha modesta opinião, muito melhor que o road movie-slasher do diretor de Pulp Fiction.

Planeta Terror é mais redondo, faz melhor uso da “estética tosca” proposta pelos cineastas em Grindhouse e possui personagens mais carismáticos – Rose McGowan com uma metralhadora no lugar de uma das pernas…’nuff said!

Além disso, a exibição das 2 partes de Grindhouse em separado permite que os brasileiros confiram cenas não exibidas nos cinemas americanos. A edição internacional de Planeta Terror tem 10 minutos a mais que a ianque. Já a cópia nacional de À Prova de Morte é quase meia hora – 24 minutos – mais longa.

Há versões do longa de Tarantino sem a já antológica lap dance que Vanessa Ferlito (acima) faz para Kurt Russell ao som de “Down in Mexico” dos Coasters. Os brasileiros terão o prazer – e que prazer! – de assistir ao espetáculo proporcionado por Vanessa. Pena que À Prova de Morte só deve estrear por aqui em março de 2008. Mas a tal cena da “dança no colo” você pode conferir abaixo.

8 Comments

  1. Eu já assisti os dois.
    Bendita seja a internet.

  2. Falando sério agora, também concordo com você no que tange ao Planet Terror ser mais redondo que o Death Proof.
    A estética, os diálogos e os personagens são, de longe, muito mais trabalhados no Planet Terror do que no longa – e bota longo nisso – do Tarantino.
    ___

    Tarantino nunca mais criará diálogos como em Pulp Fiction. E essa persistência é o ponto fraco do Death Proof. Mais da metade dos diálogos são cansativos e não ajudam a construir as personagens.
    ___

    Mas que o Kurt Russel fez o melhor personagem de Grind House, isso ninguém contesta. Há tempos não via um vilão tão carismático e engraçado nas telonas.
    ___

    Quanto ao fato de ver nos cinemas, concordo igualmente com você.
    Eu não disse que não iria assistir no cinema. Eu só disse que já assisti. O motivo, como sempre, a angústia de saber que todo mundo – menos o Brasil – viu e eu não.

  3. Não vi nada d+ nessa bunda. Se pelo menos ela fosse mostrada

  4. Nem me lembre de Kill Bill. Foi sofrível esperar todo aquele tempo.
    ___

    Eu não sei o que ocorre com os filmes que demoram muito para serem lançados aqui. Seria o descaso das distribuidoras, estratégia de marketing da produtora ou apenas desinteresse no mercado nacional.
    Qualquer que seja a resposta quem sai perdendo somos nós, meros mortais, sedentos por cinema e, acima de tudo, Tarantino’s Fans.

  5. Mas Planeta Terror tb não é do Tarantino??? Ou os dois são???
    Estou por fora desses dois novos filmes, apesar de ser fãzona dele!
    Ainda por cima o cinema da cidade está em reforma! rs

  6. Muito bem esc olhidos os filmes, no entanto eu colocaria o filme “Jhonny vai à Guerra”, de uma diretora italiana.

  7. Goooorda!

  8. Mario … vc é um %!@$&@#


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s