A reencarnação do Maldito

Duas décadas após assinar o pornográfico 48 Horas de Sexo Alucinante, eis que José Mojica Marins retorna aos cinemas de forma retumbante, trazendo de volta o personagem que o revelou e se tornou ícone do cinema de horror mundial.

Encarnação do Demônio – desfecho da trilogia de Josefel Zanatas, o Zé do Caixão – estreou no último dia 9, durante o 1º Festival Paulínia de Cinema, realizado na cidade do interior paulista. Segundo a Folha Online, cerca de 70 pessoas abandonaram a projeção antes do final (o que para um filme de horror é um bom sinal), mas a grande maioria do público aplaudiu “urrando” – como descreveu o roteirista Dennison Ramalho – a ressurreição do mestre do terror brazuca.

Mas Mojica, o homem que passou anos tentando viabilizar projetos, levando “rasteiras” de picaretas de plantão, merecia mais. Encarnação do Demônio foi o grande vencedor do festival recebendo 7 prêmios: Melhor Filme, Melhor Filme (Crítica), Melhor Fotografia, Melhor Montagem, Melhor Direção de Arte, Melhor Trilha Sonora e Melhor Edição de Som.

“Agora pode acontecer qualquer coisa comigo, posso ir para o outro mundo amanhã até, porque já estou satisfeito,” declarou o diretor ao repórter Marcelo Miranda, do jornal “O Tempo”. Os fãs, óbvio, discordam. Mojica, com ou sem Zé do Caixão, voltou para ficar. Que o sucesso de Encarnação do Demônio em Paulínia ocorra também quando o longa estrear nacionalmente, dia 8 de agosto, e isso sirva para que um dos cineastas mais criativos da nossa cinematografia continue em atividade.

Leave a comment

No comments yet.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s