(In)Feliz Natal

Como o feriado religioso se aproxima, nada mais apropriado do que sugerir dicas de filmes natalinos que detonam com o espírito de celebração da data. 

natal samgrento

A primeira é uma indicação do meu colega Guss de Lucca, da editoria de Cultura do Último Segundo. Natal Sangrento (Silent Night, Deadly Night) é um longa de terror que gerou muita controvérsia ao ser lançado nos EUA em 1984. O filme de Charles E. Sellier Jr. (que depois só conseguiu rodar um único longa para cinema, passando a partir de então a atuar como produtor de TV) segue os moldes dos slasher movies da época, como Sexta-Feira 13. A trama começa de forma dramática, com um garoto testemunhando a morte dos pais por um bandido vestido com uma roupa de Papai Noel.

Após passar a adolescência vivendo em um orfanato, o jovem, ainda traumatizado, vai trabalhar em uma loja de brinquedos. A coisa sai do controle quando ele precisa assumir o posto de Papai Noel do estabelecimento. Ao vestir a fantasia do bom velhinho, o rapaz pira e sai matando aqueles que, de acordo com sua lógica doentia, merecem ser punidos por não se comportarem durante o ano.

Natal Sangrento foi detonado por alguns dos principais críticos de cinema dos EUA. Leonard Maltin, por exemplo, perguntou: “O que virá a seguir, um coelhinho da Páscoa pedófilo?” Além disso, Associações de Pais e Mestres iniciaram uma campanha para que os cinemas não exibissem o filme. Com isso, o estúdio Tri-Star decidiu retirar todos os anúncios publicitários da película apenas seis dias depois de seu lançamento.

Depois de um tempo, a polêmica baixou e Natal Sangrento foi relançado por uma distribuidora independente. O filme se tornou cultuado e deu origem a 4 sequências.

Outras dica, que nada tem a ver com terror, mas é deveras tosco, é Papai Noel às Avessas (Bad Santa, 2003). A comédia dirigida por Terry Zwigoff, responsável pelo ótimo documentário sobre o cartunista Robert Crumb, traz Billy Bob Thornton como um golpista escroto que trabalha como Papai Noel em shoppings para assaltá-los. 


 
Em meio ao seu “ofício”, Thornton conhece um garotinho gorducho estúpido de tão inocente, que vive sozinho com a avó esclerosada em uma bela casa. Ele enxerga uma oportunidade de ouro para mais um golpe, mas acaba se afeiçoando ao menino. Apesar da lição de moral no final, Thornton dá um show – foi indicado ao Globo de Ouro – como o “Noel” bêbado, que xinga crianças e faz sexo com mamães no shopping, soltando pérolas como “Santa likes to fuck fat chicks in the ass!”


Leave a comment

No comments yet.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s