Coelhinho da Páscoa, o que trazes pra mim?

Apesar de ser uma data religiosa que lembra a morte e ressurreição de Cristo, a Páscoa é simbolizada, ao menos comercialmente, pelo simpático coelhinho. Simpático? Não para gente como os gênios do Monty Python (lembra do coelhinho assassino de O Cálice Sagrado?), Chad Ferrin (diretor do tosco Easter Bunny, Kill! Kill!) e o pessoal do site Black20 (criador do curta The Easter Bunny Hates You).

Na clássica e absurda comédia escrita e protagonizada por John Cleese, Eric Idle, Graham Chapman, Terry Gilliam e Terry Jones (com direção dos dois Terry), o Rei Arthur e seus Cavaleiros da Távola Redonda se deparam com um fofo, porém sanguinário coelhinho, em sua busca pelo Santo Graal.

Com o slogan “Neste ano, não haverá ressurreição”, Chad Ferrin lançou em 2006 o slasher independente Easter Bunny, Kill! Kill! sobre um vingador com máscara de coelho da páscoa que protege um garoto com problemas mentais do namorado de sua mãe, um sociopata pedófilo.

Já o curta The Easter Bunny Hates You, gravado em vídeo digital no melhor estilo Jackass, pega bem mais leve e traz um coelhinho da páscoa escroto, que adora perseguir e espancar pessoas pelas ruas de Nova York.

Por fim, aquele que, na minha opinião, é o coelho mais sinistro do cinema: Frank, o “guia espiritual” do personagem-título de Donnie Darko.

1 Comment

  1. Com um pouco de atraso: bela seleção!


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s