Michael Myers x Playarte: Quem mutila mais?

Na semana passada escrevi sobre o lançamento no Brasil de Halloween – O Início, refilmagem do cultuado longa de John Carpenter assinada pelo roqueiro Rob Zombie. Pois bem, analisei o novo filme, que chegou ao país com um atraso de 2 anos, com base na versão lançada em DVD nos EUA. Só que quem foi aos cinemas brazucas se deparou com um filme totalmente diferente.

Conforme reportagem de Carla Meneghini publicada no portal G1 na quarta-feira (29), a distribuidora Playarte colocou nas salas de cinemas daqui uma versão totalmente mutilada da película. Resultado, Halloween – O Início ficou sem pé nem cabeça (e sem uma gota de sangue sequer).

O desrespeito da Playarte para com o público deve-se à classificação indicativa (um eufemismo para “censura”) imposta originalmente pelo Ministério da Justiça. Os censores federais decidiram, após “criteriosa avaliação” realizada em maio, que Halloween – O Início era inapropriado para menores de 18 anos. Justo, afinal, não se trata do novo longa da Disney/Pixar. A fim de não abrir mão do público adolescente, que é quem dá lucro aos estúdios, distribuidores e exibidores de cinema, a Playarte resolveu reeditar (um eufemismo para “mutilar”) o filme.

Então, em 23 de julho, o Diário Oficial da União trouxe a nova classificação indicativa de Halloween – O Início: 14 anos! Isso porque “a Playarte Pictures apresentou uma versão de 83 minutos, excluindo 26 minutos de conteúdo violento da obra, comprometendo-se a exibi-la nesta última versão apresentada”. 83 minutos! A versão exibida nos cinemas dos EUA tem 109 minutos e a lançada em DVD por lá dura 121 minutos. Leia a decisão na íntegra abaixo:

Quer dizer, a empresa prefere desrespeitar e desagradar o público de filmes de gênero a perder uma fatia do público consumidor de pipoca e refrigerante nas salas de exibição. Segundo dados do site Filme B, Halloween – O Início foi o 5º filme mais visto no país no seu final de semana de estreia (dias 24, 25 e 26 de julho), arrecadando R$ 480 mil, quase R$ 800 mil a menos que o 4º colocado, a comédia romântica A Proposta, com Sandra Bullock. Será que o crime compensou?

5 Comments

  1. Só p/ acabar com nossa alegria de fãs de filmes de terror
    >.<

  2. Excelente resenha.As pessoas tendem a achar que os amantes de gore e splatter são retardados ou coisa parecida.Os maus tratos por conta dos produtores e censores é que muitas vezes farão de um filme inteligente uma sucessão de mortes sem sentido. A linguagem visual, as críticas sociais e mesmo o humor característico desses filmes traduzem conceitos estéticos que vão muito além de tripas para fora. Sem falar claro na diversão disso tudo, hehehe ;))) Mesmo filmes clássicos sofrem com a tesourinha, exemplo disso é o Blade Runner, cuja versão comercial tirou metade do significado da película original versão director’s cut. Até hoje tem gente que não sabe que o personagem do Ford era tb um replicante… Em suma, deixando de chorar sobre leite derramado, daqui fui seguindo links até SPterror e descobri uma série de filmes dos quais não havia ouvido falar, muito interessantes. A pergunta que não quer calar é: Onde conseguir esses filmes para assistir, de preferência sem infringir direitos autorais desses cineastas que lutam com dificuldade (os brasileiros, pelo menos…) para continuar fazendo filmes do gênero? Valeria, talvez, uma matéria indicando os canais de distribuição (sites, telefones, sei lá) desse material. Um abraço

  3. Boa sugestão de post, Marcelo. Vou preparar algo a respeito. Um abraço.

  4. No dia 23 de setembro chega em dvd a versão ” sem cortes” de Halloween o Início,nas locadoras,más eu vou comprar a versão pirata de locadora,ou vou alugar original e fazer uma cópia,espero q não tenha mesmo nhm corte pois vai ser uma grande merda da Play Art outra vez,fui…!!!

  5. […] UPDATE – Não estou atualizando este espaço, mas não poderia deixar de registrar esta notícia, afinal desde a criação do Toscorama eu vinha esperando por isso. A Europa Filmes tanto enrolou que seus direitos de distribuição sobre À Prova de Morte expiraram. O que aconteceu? “Perdeu, Preibói!” A Playarte foi esperta e os adquiriu, prometendo lançar o filme nos cinemas no dia 23 de julho. Mas muita calma nessa hora! Lembremos que foi a Playarte que mutilou o Halloween de Rob Zombie no ano passado para que o longa (… […]


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s